Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Histórico

Criado em 27 de junho de 1947, o “Serviço Regional de Proteção ao Vôo de São Paulo” teve como primeira denominação “Serviço de Rotas da 4ª Zona Aérea (SR4)”. Sua área de jurisdição, então, era constituída pelos Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso (antes da divisão), Goiás e pelo Triângulo Mineiro. Entretanto, as verdadeiras origens da Organização remontam ao ano de 1943, quando foi instalada no Aeroporto de Congonhas a primeira Estação de Comunicações destinada ao Serviço de Proteção ao Vôo em São Paulo e em 27 de maio de 1945, quando entrou em operação a primeira Torre e Centro de Controle no mesmo Aeroporto.

A primeira sede do Serviço de Rotas Aéreas foi instalada ao lado da Estação Tática (PUD-2), no prédio do Quartel General da Quarta Zona Aérea, Largo Santa Efigênia, centro antigo de São Paulo. No dia 20 de janeiro de 1962, foi inaugurado o primeiro radar de São Paulo (e da América do Sul). Em 05 de fevereiro de 1969, o SR-4 passa a se chamar Divisão de Proteção ao Vôo (DPV-4).

Com a criação da Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo (DEPV) em 25 de maio de 1972, em substituição da Diretoria de Rotas, altera-se a designação do órgão de Proteção ao Vôo de São Paulo para Serviço Regional de Eletrônica e Proteção ao Vôo (SRPV-4). Finalmente, a Portaria Ministerial nº 320, de 28 de abril 1976, estabelece a atual denominação “Serviço Regional de Proteção ao Vôo de São Paulo (SRPV-SP)” e em 12 de janeiro de 1978 foi elevado à categoria de Unidade Administrativa, de acordo com a Portaria nº 048/GM3.

Em 05 de outubro de 2001, a DEPV é desativada criando-se o Departamento de Controle e Espaço Aéreo (DECEA), ao qual o SRPV-SP passa a ser subordinado. A partir da presente data, o SRPV-SP passa a ter como área de jurisdição as Terminais São Paulo e Rio de Janeiro e o “TUBULÃO” que interliga as duas Terminais. Sua missão é prover os Serviços de Controle do Espaço Aéreo e de Telecomunicações do Comando da Aeronáutica, bem como conduzir as aeronaves que têm por missão a manutenção da integridade e da soberania do espaço aéreo brasileiro nas áreas definidas como de sua responsabilidade.

Para o cumprimento de sua missão, o SRPV-SP conta com os Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) de São Paulo, São José dos Campos, Santos, Campo de Marte, Guaratinguetá, Campo dos Afonsos, Galeão, Santa Cruz e Telemático do Rio de Janeiro.

Fim do conteúdo da página