Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > DTCEA-GL
Início do conteúdo da página

DTCEA-GL

Em 1977, todo conceito de tráfego aéreo e infraestrutura aeroportuária foi reformulado com a construção do novo Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (AIRJ) e no dia 08 de setembro de 1977, o Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Carlos Alberto de Navarro, abençoava o novo NÚCLEO DE PROTEÇÃO AO VÔO DO GALEÃO que seria oficialmente inaugurado no dia 23 de novembro de 1977.

O primeiro Chefe do então NPV-GL, nas novas instalações do AIRJ, foi o Major Engenheiro Waldemar Ferrari, que assumiu em 29 de junho de 1977, antes da inauguração, já que acompanhou as instalações dos equipamentos. A Portaria nº 423/ GM3 de 20 de abril de 1978 elevou o Núcleo de Proteção ao Vôo do Galeão para Destacamento de Proteção ao Vôo do Galeão (DPV-GL) e em 27 de fevereiro de 2003, a portaria de nº 183/ GC3 alterou a denominação do DPV-GL que, a partir desta, data passou a ser Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Galeão (DTCEA-GL).

O DTCEA-GL está estruturado para a prestação do Serviço de Proteção ao Vôo na área do Estado do Rio de Janeiro. Está dividido em dois órgãos: O Controle Rio, cuja responsabilidade é o espaço aéreo da Terminal Rio, acrescido da área T5 (tubulão) que liga a Terminal do RJ com a Terminal de SP, além da TWR-GL, responsável por todas as aeronaves que evoluem na Zona de Tráfego de Aeródromo do AIRJ, quer sejam civis ou militares.

O DTCEA-GL também dispõe de órgãos meteorológicos, sendo a Estação Meteorológica de Superfície (EMS) responsável pelas informações meteorológicas do Galeão aos aeronavegantes, e a Estação Meteorológica de Altitude (EMA), que apóia os previsores, através do lançamento de balões meteorológicos para coleta de dados em elevadas altitudes.

Outra esfera de responsabilidade operacional do DTCEA-GL é a Sala AIS militar, localizada na BAGL, onde as informações aeronáuticas são disponibilizadas aos pilotos militares.

O suporte técnico do DTCEA-GL tem a responsabilidade pela manutenção dos seguintes equipamentos: ILS, Estações Meteorológicas (EMA e EMS), VHF e X-4000, além de toda parte elétrica interna e das centrais telefônicas (TF3 e TF5).

DTCEA-GL

Fim do conteúdo da página